23/01/2013 - Poesias

Aprumou-se, entonces

Trancoso, Bahia – fotos Beth Jeker

 

 

Eu te conheci,
e não te reconheci,
caída, abandonada, sofrida.
Agora te ergues das cinzas
forte, renovada, bonita.

 

 

 

No entanto, à luz de todo o encanto,
o teu olhar não brilha
e tu sabes que não és feliz.
O que tu fazes, catita?
Tu ainda lutas  pela glória
na metrópole surreal?

 

 

 

 

 

 

Esqueça a tua memória,
livra-te de todo o mal.
Deus é misericordioso.
Tu terás um abrigo especial
no mar da Bahia, Trancoso.

 

 

 

 

 

 

 

 

Beth – foto Clarisse Marchi

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado em 15 de julho de 2012